Frases.Tube

Eu Comigo Mesmo

Conversa Comigo Mesmo Crônica.
Às vezes o silencio me faz companhia e fico a lembrar de todo o tempo que passou, e tanta coisa mudou de lá pra cá. Sentado em uma mesa de bar, tomando minha cerveja, vejo a moça que ali passa. Veio me a cabeça meus tempos de menino, onde a bola rolava e outra pessoa que pegava se tornava o novo amigo. Era tão simples, dizíamos “olá” e não havia receio alheio, dali pra frente era só entrar na brincadeira. Voltávamos pra casa, todos sujos de poeira, com um sorriso no rosto e já pensando o que fazer no dia seguinte. Tempo bom, eu era inocente, podia chamar alguém pra ver filme lá em casa, ou mesmo passear pela praça. Fico a pensar, se eu ainda fosse menino, e a tal moça que passou fosse também, eu a convidaria para tomar um suco, ou apresentaria para os meus amigos, afinal, era mais uma para brincar de pique esconde!
Claro que hoje em dia meus planos seriam outros, às vezes me falta alguém para poder conversar, assim como neste momento, que estou aqui sentado nessa mesa em uma linda tarde de sol, tomando uma cerveja estupidamente gelada e não tenho ninguém para compartilhar este prazer.
Mas o problema é que parece que se criou uma espécie de casca de proteção em todas as pessoas. Vamos ficando mais velhos e temos a tendência de pensar que todo estranho é perigoso, que temos que ter cuidado com tudo e todo mundo. Diversas vezes temos vontade de conhecer aquela pessoa que malha na mesma academia que nós, ou que encontramos todo domingo no supermercado, e ficamos a imaginar alguma forma de puxar assunto, com o intuito básico de conhecer, seja porque somos atraídos pela aparência, ou por que ouvimos alguém dizer que ela gosta de uma determinada coisa que nós também gostamos, não importa o motivo. A partir daí tentamos uma aproximação e a pessoa até nos trata com educação, responde a pergunta, mas notamos aquele ar de receio, e imaginamo la pensando: “O que será que ele quer Eu nem o conheço!”. Parece que passa todo tipo de desconfiança na cabeça da pessoa, o que não a impede de responder, mas logo encerra o assunto. Por mais que você tente continuar a conversa, ela sempre responderá, mas não comentará nada, excluindo assim qualquer chance de levar o assunto para frente.
Não dá, quando um não quer, dois não conversam! Diversas vezes, fui tentar fazer uma nova amiga e me acontecera tal fato, as mulheres pensam que queremos apenas levá las para a cama. Com as elas já acontece exatamente ao contrário, elas puxam um assunto, e o cara já acha que ela está ansiosa para sair com ele. Ou seja, com isso elas criam esse receio, de não dar muita idéia, que se transforma em um jogo de pingue pongue, pois os homens também ficam com receio de chegar e terminarem sem graça alguma, e que acaba dificultando qualquer tipo de relacionamento pessoal.
Infelizmente o mundo que vivemos tornou nos assim, não há mais a inocência que tínhamos quando crianças. Está cada vez mais difícil fazer novos amigos. – Pense um pouco, e reflita sobre quantas vezes você já deve ter perdido a chance de conhecer pessoas que poderiam ser incríveis, e por medo, afastou se dela, sem ao menos dar a chance de se conhecerem.
Claro que não podemos também nos abrir por completo logo de cara, os perigos existem, mas também não se feche por completo. Seja maleável, forme sua própria opinião, ao invés de viver das já formadas. O mundo muda, as pessoas mudam, e isso tem de acontecer também com nossas opiniões sobre a vida.
Tomo o ultimo gole, e vejo a moça entrar em seu carro e partir. Eu poderia ter puxado assunto com ela, mas tive medo de ser ignorado, me protegi disso, mas logo penso que poderia ter dado um resultado diferente. Arrependo me mais uma vez.
“Hoje em dia presume se a má fé das pessoas, o que corrói diretamente qualquer tipo de relacionamento.”