Frases.Tube

Acabou o Casamento

A Grande Manchete
Aproxima se a hora da manchete.
O PETRÓLEO ACABOU.
Acabaram as alucinações
os crimes, os romances
as guerras do petróleo.
O mundo fica livre
do pesadelo institucionalizado.
Atiradores ao lixo
motores de combustão interna
e lataria colorida,
o Museu da Sucata exibe
o derradeiro carro carrasco.
Tem etiqueta de remorso:
“Cansei a humanidade”.
Ruas voltam a existir
para o homem
e as alegrias de estar junto.
A poluição perdeu
seu aliado fidelíssimo.
A pressa acabou.
Acabou, pessoal! o congestionamento,
o palavrão,
a neurose coletiva.
A morte violenta entre ferragens
com seu véu de óleo
e chamas
acabou.
Milhões de arvores meninas irrompem do asfalto
e da consciência
em carnaval de sol.
Dão sombras grátis
ao papo dos amigos,
à doçura do ócio no intervalo
do batente,
do amor antes aprisionado sob o capô
ou esmigalhado pelas rodas,
â vida de mil formas naturais.
Pessoas, animais,
confraternizam: Milagre!
Dura 5 ( ) minutos a festa
da natureza com a cidade.
Irrompem
formas eletrônicas implacáveis,
engenhos teleguiados catapúlticos
de máximo poder ofensivo
e reconquistam o espaço
em que a vida bailava.
Recomeça o problema de viver
na cidade problema
De que valeu cantar
o fim da gasolina de alta octanagem
Enquanto não vem a formidável manchete
vamos curtindo
outras manchetinhas a varejo.
Vamos curtindo
a visão do caos e do extermínio
na rua, na foto,
no sono atormentado:
Mas 400 carros por dia nas pistas
que encolhem, encolhem, são apenas
enfumaçadas fita de rangidos.
Mais loucura, mais palavrão e mais desastre.
E lemos Ralph Nader:
a cada 10 minutos
morre uma pessoa em acidente
de carro; a cada 15 segundos
sai alguém ferido
na pátria industrial dos automóveis.
Vamos imitá la
Vamos vencê la em desafio
de quem mata mais e morre mais
Ou vamos ficar apenas
engarrafados sem garrafa
no ar poluído e constelado
de placa, de sinais
que assinalam o grande entupimento
Perguntas estas são mensagem
também ela espremida na garrafa
que bóia no alto mar de ondas surdas
e cegas
à espera do futuro que as responda.

Amizade de verdade não acaba. A nossa acabou, mas não foi bem a nossa amizade que acabou, na verdade ela nunca existiu. Existiu mesmo foi um sentimento que eu mesma não sei caracterizar e esse sim acabou, e foi bom te conhecer, não digo te conhecer apenas sabendo o teu nome, porque eu sinceramente conheci bem mais que esse disfarce que você usa 24 h por dia, digo que conheci um pouco do teu interior e foi ótimo, pois com isso eu também cheguei a conhecer um pouco de mim. Acabou. Que pena, mas o nosso sentimento que era pra ser mutuo, foi inversamente proporcional, eu quis ser tua amiga, mas agora vejo que fui apenas eu quem quis isso.
E agora desprezando a minha raiva, devo lhe agradecer por todos os momentos únicos que só você foi capaz de me proporcionar; sem dúvidas eu amei te conhecer e o errado foi ter vivido um momento que não era nosso, era um momento seu e outro meu, nunca deveria ter existido o ‘nós’. Levo hoje e sempre um pouco de você em mim, apesar de eu saber que não sou e nunca fui um pouco de você, levo a sua risada, levo os seus olhos, levo a sua voz, enfim, te levo comigo, por mais que em pouca quantidade, eu levo um pouquinho de te, aliás, foi você quem me ensinou que não é muito bom amar alguém, e eu mesmo assim amei, você. Que droga, mas eu amei você. O jeito certo de gente errada para andar comigo, droga. Mas agora, se Deus quiser, eu vou encontrar outro bom amigo, que ame poesia e ame o amor, pois é lindo, tão tanto que mesmo sem conhece lo sou capaz de saber dele. Te amei, muito. Durou enquanto foi de verdade, pelo menos, enquanto eu achei que foi de verdade. Talvez você sinta a minha falta ou talvez eu só tire um peso das suas costas, e se eu tirar, sinceramente, eu vou ficar feliz porque nunca eu seria capaz de te fazer sofrer e se eu estava de algum modo te fazendo sofrer, graças a Deus, acabou.