Frases.Tube

Amanda Bissi

Posso parecer jovem demais para falar sobre amor, só que estou aqui para escrever coisas que eu aprendi, com o ele, sobre o ele e coisas que ele me fez aprender sem querer. Uma dessas lições é que o este sentimento literalmente não escolhe idade para chegar de verdade.
Sempre sonhei com histórias de românticas, desde pequena. Por isso nunca disse não pra nenhuma forma de afeto, feminina ou masculina. Infelizmente fui feita para sofrer por homens, meus relacionamentos com mulheres sempre foram bons, mas sempre as deixei por homens, por histórias com eles.
Todos os meus amores foram mais velhos, nunca me encantei por alguém da mesma idade que eu de forma que pudesse falar que era amor, senti atração, gostei do papo ou da personalidade mas nunca os amei.
Ouvi uma vez que amor é só um vez, mas quando a gente está gostando muito de uma pessoa começamos a acreditar que é amor.
Já me apaixonei por homens casados e por caras que namoravam, já fui amante deles e mesmo sem querer estar no lugar de suas mulheres, gostava de estar com eles.
Eu já fiz e tive histórias que hoje eu sinto vergonha, saudade, ódio, graça, tristeza, felicidade, repulsa e o pior Orgulho!
Senti orgulho por me apaixonar por um canalha, dos melhores. Saudade senti de um amor a distância, mesmo não correspondido. Já senti vergonha de fazer de tudo por outro, mesmo sabendo que ele só me usava. Já senti ódio de me apaixonar por dois ao mesmo tempo. Já me apaixonei pelas risadas, piadas e caretas de um qualquer. Me apaixonei e nessa paixão só sofri e gostava mesmo assim. Senti repulsa em todos eles por ter achado que era amor. Todas as vezes jurei que eram os homens de minha vida. Mesmo chorando todas as noites, ao ver eles eu sorria.
Quis fugir com cada um deles, mas nunca pensei em me casar, em ter filhos, em ter uma família. Estranho não é
Me apaixonei por 2 horas, 8 dias, 1 semana, 6 meses, 1 ano, 4 anos Então eu conheci ele
No começo achei que seria como todos os meus outros inúmeros amores. Achei que ele faria comigo o que fizeram tantas vezes. Achei que ele seria como todos os outros, mas não.
Ele foi o primeiro a me fazer pensar em um "para sempre", pensar em filhos, em casamento, em família. Foi o primeiro a me amar e a lutar por mim. Foi o primeiro que não me fez ter que imaginar motivos pra amá lo, ele simplesmente era todo o motivo.
Ele sorrio pra mim e me perguntou onde eu morava. Me fez sentir pela primeira vez amor sem perceber. Eu já não queria gostar de mais ninguém quando ele surgiu na minha vida. Quando ele me descobriu. E quando eu descobri que o amava, era tarde demais. Mas eu fiz por ele e pelo nosso amor a mesma coisa que ele fez, fui atrás.
Ele mexeu comigo, me mudo, me viciou nele. O problema é que eu amei ele bem mais que á mim. Fiz dele parte da minha vida, minha vida, meu sangue e meu coração.
Eu faço por ele o que ele me permite fazer. E ele faz por mim e comigo tudo o que ele quer. Eu deixo e deixaria de novo.